A Líbia defende a consolidação da coordenação entre os Países de Exportação de Gás e Consumidores para salvaguardar os interesses mútuos de modo a servir todas as partes e contribuir para o desenvolvimento da economia geral.
Esta posição líbia foi expressa sexta-feira última na Bolívia pelo seu ministro dos Negócios Estrangeiros do Governo da União Nacional, Mohamed Siala, que liderou uma delegação do seu pais à IV Cimeira do Fórum dos Países Exportadores de Gás na Bolívia.
No seu discurso ao fórum, Siala sublinhou a importância do gás, como a testemunham as economias dos países, e o desenvolvimento alcançado a todos os níveis por países consumidores.
O chefe da diplomacia líbia chegou quinta-feira à Bolívia para participar na IV cimeira do Fórum de Países Exportadores de Gás.
“O fórum visa apoiar os direitos soberanos dos Estados membros e trabalhar para promover o diálogo entre os produtores de gás natural e os países consumidores, e garantir a estabilidade do mercado deste produto e um preço justo do mercado”, indicou sábado último o gabinete de informação do ministério líbio dos Negócios Estrangeiros.
No fórum participaram a Rússia, a Venezuela, o Egipto, o Irão, a Nigéria, a Bolívia, os Emirados Árabes Unidos, o qatar, a Argélia, Trinidade e Tobago, e a Guiné-Equatorial.