O barril de petróleo brent para entrega em Outubro abriu esta semana (segunda-feira) em alta no mercado de futuros de Londres, cotado a 52,22 dólares norte-americanos uma variação de 0,61 por cento frente ao fecho de sexta-feira (o petróleo referência para
Angola fechou a 51,98 dólares).
Na terça-feira (29) iniciaram as encomendas para a entrega em Novembro. Nesse dia, o barril de petróleo brent abriu com ligeira em alta no mercado de futuros de Londres, cotado a 51,59 dólares norte-americanos uma variação de 0,22 por cento frente ao fecho de segunda-feira.
Os dados disponibilizados pela Organização de Países Produtores de Petróleo (OPEP) dão conta de que em Julho, o mercado de futuros de Nova Iorque e Londres recuperaram, tendo ambos terminado o mês com valores acima dos 50 dólares por barril (um barril
é uma medida de 126 litros).
Os dados advogam que este bom desempenho deveu-se à queda dos stock e uma maior procura e margem
de refinação mais fortes.
Por outro lado, a Opep diz ainda que os preços melhoram e que os países continuaram a cumprir o ajuste de saída face às reservas dos EUA que diminuíram e proporcionam um maior alívio junto dos produtores do cartel e
aqueles parceiros fora deste.
Os dados avançados estimam que o stock de petróleo comercial dos EUA caiu por quatro semanas consecutivas.
A Rússia tem sido um bom aliado da Opep no contrapeso com os Estados Unidos.

Minpet reconhece empenho
O ministro angolano dos Petróleos, Botelho de Vanconcelos, teceu vários elogios ao programa de transformação
em curso na Sonangol.
No mês de Agosto, aquando da realização da Filda, Botelho de Vasconcelos salientou a presença da petrolífera angolana no certame como um exemplo de qualidade alcançada numa conjuntura económica difícil.
O ministro destacou o programa interno “Somos energia”, que espera que funcione como agregador e motivador de todos os colaboradores da petrolífera.
O programa “Somos energia” foi o tema principal da intervenção da administradora da petrolífera Eunice de Carvalho, que destacou o facto do mesmo ter sido concebido para galvanizar a força de trabalho para os desafios da “nova” Sonangol, com uma estratégia assente em cinco valores: rigor, rentabilidade, transparência, excelência e compromisso.
A administradora classificou, nesta altura, como muito positiva a participação da Sonangol, na Edição 2017 da Feira Internacional de Luanda, tendo destacado a apresentação de produtos e serviços feita pelas subsidiárias presentes na feira.
As características da botija Levita, da Sonagás; os derivados de petróleo exibidos pela Sonangol distribuidora; a iniciativa promocional da SonAir, que oferecia um bilhete grátis a quem adquirisse passagem para Cabinda ou Houston; e os serviços médicos de alta qualidade da Clínica Girassol foram alguns dos bons exemplos referidos por Eunice de Carvalho.

Concessão
O Ministério dos Petróleos reverteu para o domínio do Estado o Bloco petrolífero 2/85, em virtude do termo do período de produção do contrato de partilha deste sector.
Em Decreto Executivo, publicado em Diário da República, de 25 de Agosto, a instituição avança que, o período do contrato de partilha de produção do Bloco 2/85 cessou a 29 de Setembro de 2015.
O documento, que a Angop teve acesso, justifica tal procedimento pelo facto da Concessionária Nacional não ter requerido a prorrogação do período de produção da referida concessão.