A Organização dos Países Produtores e Exportadores de Petróleo (OPEP) e produtores independentes reúnem amanhã, em Viena, Áustria, num encontro em que alguns membros do Cartel são favoráveis a um aumento da produção entre 300 a 600 mil barris/dia.
De acordo com dados divulgados pela Angop, antes da reunião de ministros dos países membros, serão realizados vários encontros, como o seminário “Petróleo: cooperação sustentável no futuro”, um evento que antecede a 174ª conferência ordinária dos ministros dos países membros da Opep e produtores não filiados nesta organização mundial.
Na reunião será apresentado o relatório de balanço da declaração sobre cooperação, assinada a 10 de Dezembro de 2016, entre os membros da Opep e produtores fora desta organização.
Em Fevereiro, tendo por base a Opep e os seus relatórios mensais, a Nigéria alargou a distância que a separava de Angola, ao ter produzido mais 24,9 mil barris para um total de 1,806 milhões de barris/dia, contra uma produção angolana de 1,613 milhões de barris, uma quebra mensal de 17,1 mil. Estes dados sobre a produção constam do relatório trimestral da Opep.
Os analistas continuam a encarar o actual momento como sendo bastante positivo, porquanto o Orçamento Geral do Estado (OGE) 2018 foi elaborado com base na previsão do preço do petróleo a usd 50 por barril.