A Organização de Países Exportadores de Petróleo (OPEP) reviu, na passada quarta-feira (11), em alta as estimativas da procura mundial de petróleo para 2014, graças a uma recuperação mais acentuada da actividade económica dos países da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE).

O cartel, que fornece cerca de 35 por cento do petróleo mundial, estima que a procura mundial de petróleo atinja 90,98 milhões de barris por dia, ou seja mais 0,08 milhões de barris por dia que a anterior estimativa de Janeiro. Para 2013, a organização reviu em alta ligeira a procura de petróleo para 89,99 milhões de barris por dia.

Os países membros possuem 75 por cento das reservas mundiais de petróleo. Graças à Opep, os países são os mais bem pagos pelo seu petróleo. As reservas mundiais são calculadas em 1.144.000 milhões de barris.

Composição
A Organização de Países Exportadores de Petróleo criada em 1960 na Conferência de Bagdá que visa coordenar de maneira centralizada a política petrolífera dos países membros, de modo a restringir a oferta de petróleo no mercado internacional, impulsionando os preços.

Actualmente é composta por 12 países membros, nomeadamente: Angola, Argélia, Líbia, Nigéria, Venezuela, Equador, Arábia Saudita, Emirados Árabes Unidos, Irão, Iraque, Kuwait e Qatar.