Um trilião 314 biliões 928 milhões e 75 mil kwanzas foram arrecadados para os cofres do Estado, de Janeiro a Outubro do ano em curso, com a exportação de 494 milhões 930 mil 273 barris de petróleo soube a Angop.
Em relação ao período homólogo de 2016 (Janeiro a Outubro), de acordo com os dados compilados pela Angop, observa-se o aumento, em termo de receitas fiscais, de 254 mil milhões 613 milhões e 72 mil kwanzas, visto que naquela fase foram arrecadados um trilião 60 bilhões 315
milhões e três mil kwanzas.
Naquele período, em 2016, foram exportados 531 milhões 246 mil 835 barris de petróleo ao preço médio de 54,064 dólares norte-americanos (máximo) e 30,441 (mínimo).
Na origem dos valores obtidos, neste período em referência, constam receitas fiscais do Imposto sobre o Rendimento do Petróleo (IRP), de produção de Petróleo (IPP) e de Transacção de Petróleo (ITP), entre outros rendimentos.
Com base nos relatórios mensais sobre receitas com exportação de petróleo publicados pelo Ministério das Finanças, os barris de petróleo exportados foram comercializados a preço médio de 54,025 dólares norte-americanos (máximo) e 44,528 (mínimo).
Só em Outubro deste ano (2017), o relatório aponta uma arrecadação de 122 mil milhões 615 milhões 998 kwanzas, com a exportação de 48 milhões 237 mil 941 barris a preço médio de 54,052 dólares norte-americanos.
O relatório mensal da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) de Julho deste ano afirma que Angola produziu 1,646 milhões de barris de petróleo/dia (bpd).
Durante quase todo ano de 2016, até Maio último, Angola liderou a produção de petróleo em África, situando-se à frente da Nigéria.