O relatório sobre as receitas petrolíferas ordinárias, registadas durante o mês de Junho, atestam que nesse período houve uma entrada total de pouco mais de 152 mil milhões de kwanzas. O preço médio de oferta por barril foi de 61,86 dólares (7,741 kwanzas).

Em Maio, a receita total foi de mais de 90 mil milhões de kwanzas, com um preço de referência por barril de 57,74 dólares (7,725 kwanzas).
Com uma subida nas receitas de cerca de 40 por cento, os mais de 60 mil milhões arrecadados em Junho representam uma escalada normal da actividade petrolífera angolana.

De acordo com o relatório publicado no sítio de internet do Ministério das Finanças, o Bloco 17 foi o que mais contribuiu, tendo totalizado pouco mais de 68 mil milhões de kwanzas. Destes, 48 mil milhões são receitas da concessionária. As encomendas em oferta nesse bloco, operado pela francesa Total, foram entregues ao preço médio de 62,04 dólares (7,763 kwanzas) por barril.

O relatório avança ainda que ao bloco 15 coube a segunda maior fatia contributiva com mais de 36 mil milhões de kwanzas, dos quais 29 mil milhões são receitas da concessionária. Aqui, o preço de comercialização foi de 61,57 dólares (7,704 kwanzas).

Este relatório, que tomou como base das suas demonstrações as declarações fiscais submetidas à Administração Geral Tributária (AGT) pelas companhias petrolíferas, inclui também dados relativos a actividade da Sociedade Nacional de Combustíveis de Angola (SONANGOL).

No que diz respeito à produção noutros blocos vale referenciar que no bloco zero A e B as receitas ficaram estimadas em seis e sete mil milhões de kwanzas, respectivamente. À data das entregas, os preços de referência estiveram fixados em 62, 86 e 62,26 dólares (7.866 e 7,791 kwanzas).

O bloco 18 acumulou uma receita da produção do mês de mais de 14 mil milhões de kwanzas, 12 dos quais de receitas da concessionária.
Já o bloco 14 com mais de três milhões de barris e preços de entrega referenciados nos 62,13 dólares (7,774 kwanzas) arrecadou mais de oito mil milhões de kwanzas, seis dos quais são da concessionária.

Conheça este gigante
O bloco 17 fica situado na bacia do Congo e é parte dos blocos de águas profundas. A actividade da exploração neste bloco começou em Janeiro de 1993 e terminou em Dezembro de 2003.

Da actividade exploratória resultaram 17 descobertas comerciais e dois poços secos. É neste bloco que está o campo Girassol, a maior descoberta de reservas de óleo na história de exploração de petróleo em Angola. Segundo relata a concessionária estatal, explorações, após as datas mencionadas, com base na reavaliação dos dados de sísmica-3D resultaram em mais dois poços comerciais, desinadamente Hortensia-1 e Acácia-1.

Preços internacionais
Os preços do barril de petróleo esta semana tiveram um registo de tendência para alta, sendo que devem continuar a posicionar-se na fasquia dos 60 dólares (7,508 kwanzas) segundo as agências.