O presidente do Conselho de Admninistração da Agência Angolana de Regulação e Supervisão de Seguros (ARSEG), Aguinaldo jaime, disse que com a entrada, este ano, da Ango-Re, empresa nacional de Resseguros, a economia deverá poupar a saída de divisas, que actualmente sai devido a contratação do resseguro no exterior. Falando no Fórum da Bonw, Aguinaldo Jaime disse, contudo, que este facto não pode ser aproveitado pelas empresas para expatriar capitais, pois que a concentração do maior volume de divisas internamente além de fortalecer a economia dá também maior capacidade de o mercado gerar investimento para este e outros sectores cruciais para o nosso desenvolvimento. Aguinaldo Jaime disse mesmo tratar-se de uma questão de defesa da soberania e interesse nacional, razão pela qual está-se a trabalhar para que a Resseguradora Angolana Ango-Re possa no mais curto espaço de tempo ser operacionalizada. O que o gestor da Arseg apenas pode garantir é o que ainda este ano a Ango-Re vai entrar em funções e com ela vai-se de uma vez por todas mitigar a problemática da contratação do resseguro, uma operação necessária para as seguradoras, porquanto também precisam partilhar o risco que assumem.