As bolsas de todo o mundo subiram, esta semana, conforme aparecem os resultados de mercado divulgados. O mercado futuro dos EUA apontava para uma continuação dos ganhos, com o Dow preparado para se aventurar novamente no nível de 23.000 pontos atingido na terça-feira, ocasião em que o S&P 500 fechou em máxima histórica, enquanto investidores aguardavam outra rodada de resultados.
O índice blue chip futuros do Dow subia 50 pontos ou 0,22 por cento, os futuros do S&P 500 avançavam 3 pontos, ou 0,11 por cento, e os futuros do Nasdaq 100 ganhavam
5 pontos, ou 0,08. Do outro lado do Atlântico, as bolsas europeias subiam nesta quarta-feira, já que investidores assimilavam uma série de resultados, embora o mercado de capitais espanhol estivesse no vermelho com o país a se preparar para o prazo de quinta-feira para que Carles Puigdemon, presidente catalão, esclareça se sua região declarou oficialmente a independência.
As bolsas asiáticas consolidavam ganhos nesta quarta-feira com Xi Jinping, presidente chinês, definindo seu roteiro para sustentar a segunda maior economia do mundo. O Nikkei do Japão e o Shanghai Composite da China encerraram em alta de 0,2 por cento.
O referido roteiro segundo o presidente chinês marca uma “nova era” que deixa a segunda maior economia do mundo mais aberta ao restante do mundo.
“Através de um longo período de trabalho duro, o socialismo com características chinesas entrou em uma nova era e essa é uma nova direcção histórica no desenvolvimento de nosso país”, afirmou Xi Jinping.