Com um stand próprio, a petrolífera angolana mostrou, entre 1 e 4 de Maio, o potencial nacional, seguindo a estratégia de internacionalização concebida pelo Conselho de Administração.
A visão da Sonangol é a de tornar os serviços da empresa mais competitivo, sustentável e capaz de criar valor para o Estado e para os cidadãos angolanos.
Conforme um comunicado a que o JE teve acesso, nos dias de hoje, a Sonangol e as suas participadas disponibilizam serviços de alta qualidade, de acordo com os padrões internacionais, nos domínios da indústria metalo-mecânica e estaleiros, da logística e na fábrica de cabos umbilicais, cumprindo os prazos estabelecidos e com um nível de segurança próximo do grau de excelência.
“É, portanto, uma vasta gama que será apresentada no maior evento mundial da indústria de petróleo e gás e que se realiza desde 1969, com uma periodicidade anual, em Houston. Esta afirmação, mais incisiva, da Sonangol nos mercados internacionais, é também reflexo do processo de transformação, que vem sendo implementado, e que visa uma maior rentabilidade e eficiência de todos os colaboradores e em todas as estruturas”, lê-se.
Nesta participação, o Conselho de Administração empenhou-se na constituição de uma comitiva que inclui também elementos com valências técnicas e comerciais e que engloba representantes da Angoflex, BAI, Paenal, Base do Kwanda, Petromar, Sonamet, Sonasurf, Sonils, além do Ministério que chefia a comitiva angolana.