A taxa de câmbio (relação entre moedas, que resulta no preço de uma delas em relação à outra) no mercado monetário e cambial angolano permanece estável, observando em várias semanas tabela inalterada.
De acordo com o último comunicado do Banco Nacional de Angola (BNA), a taxa de câmbio média de referência de venda do dólar americano do mercado cambial primário, apurada ao final da semana foi 166,279 kwanzas.
Já a taxa de câmbio média de referência de venda do euro do mercado cambial primário, apurada no mesmo período foi de 186,283 kwanzas.

Divisas sectorizadas
Nesta mesma semana, o BNA realizou vendas de divisa ao mercado no montante 285,3 milhões de euros, equivalente a 318,8 milhões de dólares.
Nesta que foi a primeira oferta deste ano, os montantes cedidos foram para atender diversas operações, designadamente 89,5 milhões em leilão de preços para cobertura de operações do sector petrolífero. Esta foi também a maior fatia cedida pelo banco central aos respectivos segmentos.
Para cobertura de operações de bens diversos foram cedidos 34,7 milhões; 28,6 para necessidades gerais dos bancos; 27,1 para a Agricultura e 26,7 para as Telecomunicações.
O documento do BNA avança, igualmente, que 17,9 milhões foram para cobertura de operações de viagem, ajuda familiar, saúde e educação; 17,9 milhões para salários dos expatriados; 17,9 para cartões de crédito e 9,0 para o sector dos Transportes (peças e acessórios). Há ainda o registo de que 7,2 foram cedidos para cobertura de operações de seguradoras; 4,5 para casas de câmbio e 4,5 para os operadoras de remessas.
No período em análise não foram realizadas operações relacionadas com emissão de dívida pública, no mercado primário e no segmento de venda directa de títulos públicos, uma vez não estarem ainda designadas pelo Ministério das Finanças as condições legais para o efeito, tendo como pressuposto a execução do OGE/2017.

Operações monetárias
Para efeitos de regulação monetária, o BNA realizou operações de mercado aberto (OMA) no montante de 21,9 mil milhões de kwanzas, nas maturidades de 28 e 63 dias, à taxas médias de juro de 11,00 e 13,00 por cento ao ano, respectivamente.