O Conselho de Administração do Banco Árabe para o Desenvolvimento Económico em África (BADEA) encerrou, recentemente, a sua segunda reunião para o ano de 2017, em Sharm El Sheikh, República Árabe do Egipto, com a aprovação de um pacote financeiro de 88,860 milhões de dólares para financiar o desenvolvimento da África subsariana durante este ano.
Conforme anuncia a instituição, a reunião foi inaugurada por Sahr Nasr, ministro egípcio do Investimento e Cooperação Internacional e presidido pelo engenheiro Yousif Bin Ibrahim Al Bassam, presidente do Conselho de Administração do BADEA .
Com o foco no desenvolvimento futuro do continente africano, o Conselho aprovou o pacote em causa que visa financiar actividades para fazer crescer o desenvolvimento económico em vários países da região da África subsariana.Conforme a deliberação do CA do BADEA, o bolo geral vai ser distribuído da seguinte forma: 54.500 milhões de dólares para financiar projectos do sector público; 15.000 milhões destinados a projecto do sector privado; 15.000 para financiar exportações árabes para países africanos; 04,360 milhões para financiar operações de assistência técnica.
A fazer fé na deliberação do mesmo órgão, vale ressaltar que, adicionando esses novos financiamentos, os compromissos financeiros acumulados totais do BADEA para países africanos elegíveis para suas ajudas desde 1975 até o mês de julho de 2017 atingiram 5540,158 milhões de dólares.