O vice-presidente da empresa International Finance Corporation (SFI), filial do Banco Mundial (BM), Sergio Pimenta, esteve de visita, a Lomé, para uma estadia de dois dias, soube a Panapress de fontes autorizadas.
Esta visita permitirá ao vice-presidente da SFI, responsável pela África e Oriente Médio, a avistar-se com as mais altas autoridades do país, líderes do sector privado togolês e vários parceiros de desenvolvimento, disse o BM. Ele também efectuará ainda várias visitas de campo a clientes efectivos e futuros da SFI no Togo.
A SFI é a maior instituição de desenvolvimento do mundo, dedicada ao sector privado nos países emergentes, refere-se.
Desde Julho de 2018, a filial do BM apoia a implementação da estratégia nacional de electrificação do Togo, que visa proporcionar o acesso universal à energia moderna até a 2030.
O Togo, oficialmente República Togolesa, é um país africano, limitado a Norte por Burkina Faso, a Leste pelo Benim, a Sul pelo Oceano Atlântico e a Oeste pelo Gana. Localizado no Oeste de África, aquele Estado é constituído por um estreito território que reúne povos de diferentes origens.
O grupo étnico euê, o mais numeroso, com 45,4 por cento da população, concentra-se no Sul, perto do litoral, a região mais desenvolvida.
A maioria dos habitantes vive da agricultura, cujos principais produtos são o algodão e a cana-de-açúcar. O país é um importante centro de comércio regional graças ao porto da sua capital, Lomé. Assim como muitos dos seus vizinhos, é um dos países mais pobres do mundo. Cerca de 38,7 por cento da população vive abaixo da linha de pobreza, vivendo com menos de 1,25 dólares por dia.