A União Europeia e a Agência Belga de Cooperação para o Desenvolvimento (ENABEL) concederam ao Benin uma subvenção de cerca de 6,9 biliões de dólares americanos para a aplicação do projecto euro-beninense denominado “Apoio ao Reforço das Instituições no Sector Agrícola no Benin”, soube este domingo a PANA da instituição europeia.
Esta subvenção vai facilitar a aplicação de um dispositivo que permitirá agrupar todos os atores privados e públicos, a nível territorial, em redor da estratégia nacional de desenvolvimento do sector agrícola.

Mais produção
O projecto visa oferecer aos agricultores um acesso melhorado ao conselho agrícola, ao financiamento, às energias fornecidas e à segurança fundiária.
Esta acção é um elemento chave do Programa de Apoio para o Desenvolvimento do Sector Agrícola (PADDSA-UE) que apoia, por um montante de 70 milhões de euros (46 biliões de francos CFA), a aplicação das reformas sectoriais e o desenvolvimento das fileiras agrícolas no Benin, permitindo reforçar o diálogo sectorial construtivo e aberto.
Em 2017, o sector agrícola contribuiu para mais de 20 por cento do Produto Interior Bruto e constitui a principal fonte de divisas do Benin. Mais de 50 porcento dos beninenses dependem deste sector para o seu emprego.