Cabo Verde, é um país insular localizado num arquipélago formado por dez ilhas vulcânicas na região central do Oceano Atlântico. A cerca de 570 quilómetros da costa da África Ocidental, as ilhas cobrem uma área total de pouco mais de 4.000 quilómetros quadrados. No momento da sua independência em 1975, os cabo-verdianos emigraram para todo o mundo, de tal forma que a população no século XX com mais de meio milhão de pessoas nas ilhas é igualada pela diáspora cabo-verdiana na Europa, na América e em África. A economia cabo-verdiana é principalmente focada no crescente turismo e em investimentos estrangeiros, que se beneficiam do clima quente o ano todo, da paisagem diversificada e da riqueza cultural, especialmente na música. Segundo dados do INE de Cabo Verde, quase 93% dos turistas mostraram-se satisfeitos com os bens e serviços que encontraram no arquipélago, em 2017. A imprensa local refere que a satisfação foi maior para os serviços de alojamento, representando 89,5% e o serviço de transporte público com menor saldo de resposta, 75,1, que indica ainda que os turistas gastaram mais em alimentação e bebidas (27%) e alojamento (26,3%). A faixa etária mais representativa dos turistas que visitaram Cabo Verde é de 45 a 54 anos, representando 23%, seguida as de 25 a 34 anos (20,4%). Em 2017, 80,0% dos turistas viajaram em pacotes turísticos, e destes, 74,9% adoptaram o sistema tudo incluído, enquanto as ilhas do Sal, Boa Vista e Santiago foram aquelas onde os turistas passaram maior número de noites representando 50,3%, 31,4% e 11,2% respectivamente. Em termos gerais, a estadia média dos turistas em Cabo Verde foi de 10,2 dias em 2017.