Uma delegação cabo-verdiana participa na 1.ª exposição económica e comercial China-África, de 27 a 29 de Junho corrente, em Changsha, capital da província chinesa de Hunan, apurou a Panapress esta semana de fonte segura. Fazem parte da comitiva o vice-primeiro-ministro e ministro das Finanças, Olavo Correia, e o ministro dos Negócios Estrangeiros e Comunidades, Luís Filipe, de acordo com a organização do evento.
Segundo a organização, que cita a agência Xinhua, mil 388 participantes provenientes de 52 países africanos, confirmaram a sua presença nesta primeira Expo Económica
e Comercial China-África.
A mesma fonte adiantou que, durante a exposição, serão negociados 233 projectos de cooperação nos sectores do investimento, do comércio, de engenharia, da aquisição e da elaboração de projectos.
O valor total destes empreendimentos eleva-se a 74,7 bilhões de dólares e diz respeito a 39 países, como
Ghana, Quénia e Cote d’Ivoire.
Segundo o comité organizador, a exposição, que ocupa uma área de mais de 40 mil metros quadrados, apresentará as oportunidades económicas e comerciais na China e em África. Lançada como parte do Fórum de Cooperação China-África, a exposição pretende estabelecer um novo mecanismo de cooperação económica e comercial entre a China e os países africanos.
A representação cabo-verdiana aproveitará a sua participação no evento para contactos bilaterais, e encontros de trabalho nas respectivas áreas de actuação. Uma fonte diplomática na capital cabo-verdiana recorda que, no decurso deste ano, três outros ministros cabo-verdianos já visitaram a China, designadamente o ministro da Cultura e Indústrias Criativas, Abraão Vicente, o ministro da Administração Interna, Paulo Veiga e o do Turismo e Transportes e Economia Marítima,
José da Silva Gonçalves.