O Presidente da China, Xi Jinping, anunciou, recentemente, em Beijing, a doação de 20 milhões de dólares americanos para ajuda ao desenvolvimento de Cabo Verde.
O anúncio deste novo donativo ao arquipélago aconteceu durante uma audiência concedida pelo Presidente chinês ao primeiro-ministro cabo-verdiano, Ulisses Correia e Silva, que se encontrava de visita de trabalho à China.
O montante doado pela China, a título gratuito, irá ser investido em “áreas a acordar por via diplomática”, disse o primeiro-ministro cabo-verdiano.
Correia e Silva sublinhou que o Presidente chinês lhe assegurou ainda que “as oito medidas e os 60 mil milhões de dólares, anunciados para o triénio 2019-2022, constituem importantes janelas de financiamento ao dispor dos países africanos, que possuem projectos cuja viabilidade económica atestam a sua relevância e sustentabilidade”.
Durante o encontro, o primeiro-ministro cabo-verdiano e o presidente chinês discutiram sobre “as questões de índole global, designadamente as mudanças climáticas e a reforma do Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU)”.
Ulisses Correia e Silva revelou que abordou também com Xi Jinping a dinâmica das relações sino-africanas, bem assim como a cooperação sino-cabo-verdiana, que se quer cada vez mais inovadora e com enfoque em parcerias económicas mutuamente vantajosa”.

Mais trabalho
Segundo o primeiro-ministro cabo-verdiano, as duas partes assumiram a vontade de trabalharem em conjunto “na identificação das melhores vias para incrementar o conhecimento recíproco, bem como potenciar a cooperação económica e comercial”.
Nessa cooperação, disse, será dada ênfase ao projecto da Zona Económica Especial da Economia Marítima em São Vicente, a segunda fase do projecto Cidade Segura e a construção de um Centro Internacional de Conferências, na Cidade da Praia, a capital do arquipélago.