Um fórum sub-regional de capacitação sobre o desenvolvimento, financiamento e operação de mini-redes para empresários privados na Gâmbia, decorre em Banjul.
Organizado pelo Centro Regional da CEDEAO para as Energias Renováveis e Eficiência Energética (ECREEE), em parceria com o ministério gambiano do Petróleo e Energia, o fórum faz parte dos esforços para promover uma electricidade adequada e fiável nos Estados membros da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO).
Kemo Ceesay, director de Energia do Ministério do Petróleo e Energia, disse que, devido ao importante papel desempenhado pela energia na transformação económica dos países, o Governo da Gâmbia tem dado prioridade à prestação de serviços energéticos fiáveis, adequados e sustentáveis no seu programa de desenvolvimento nacional.
Segundo ele, esta agenda governamental é claramente demonstrada pelo ambicioso objectivo de electrificação universal e de energia sustentável para todos até 2030.

Gestão privada
Revelou que, com o apoio do Banco Africano de Desenvolvimento (BAD), a Gâmbia está a desenvolver uma estrutura conducente ao mercado de mini-redes verdes de gestão privada na Gâmbia.
Acrescentou que isso reflecte o importante papel que as mini-redes podem desempenhar no acesso à electrificação universal.
Baboucarr Njie, gestor de Projecto do Centro Regional da CEDEAO para as Energias Renováveis e Eficiência Energética, felicitou o Governo gambiano, através do seu ministério do Petróleo e Energia, pela parceria cultivada e alimentada para o desenvolvimento de energia adequada e fiável na sub-região.
Indicou que o objectivo do acesso universal à energia no espaço CEDEAO até 2030 é alcançável.
Frisou que a taxa de acesso à electricidade de mais de 50 por cento indica claramente uma tendência positiva, se as políticas correctas forem implementadas.