O valor do comércio entre a China e os países de língua portuguesa cresceu, de Janeiro a Junho de 2019, marginalmente, 1,17 por cento em termos homólogos, para 70.139 milhões de dólares, segundo dados chineses divulgados pelo Fórum de Macau.
As exportações chinesas para os oito países de língua portuguesa atingiram, nos primeiros seis meses do ano, um valor de 19.706 milhões de dólares, uma quebra homóloga de 6,13 por cento, tendo as importações se situado em 50.433 milhões de dólares, mais 4,34 por cento, gerando para a China um défice comercial de 30.727 milhões de dólares.
O comércio com o Brasil apresentou um acréscimo de 0,33 por cento no primeiro semestre, para 51.959 milhões de dólares. No período em análise, as trocas comerciais com Angola atingiram 13.643 milhões de dólares (mais 1,90%), com exportações chinesas no valor de 935 milhões de dólares (-10,26%) e importações no montante de 12.708 milhões de dólares (+2,93%).
Portugal surge depois, em termos de valor, com um comércio com a China no montante de 3.276 milhões de dólares. O comércio com Moçambique atingiu 1.149 milhões de dólares (-5,05%). O valor das trocas comerciais com os restantes países de língua portuguesa (Cabo Verde, Guiné-Bissau, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste) atingiu 110 milhões de dólares.