O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse terça-feira que a China está a comprar uma enorme quantidade de soja norte-americana e que as negociações comerciais com o Governo de Pequim já estão a ser feitas por telefone, aguardando-se por mais reuniões entre as autoridades dos dois países. O presidente norte-americano informou à Reuters que o Governo chinês está “de volta ao mercado”, para comprar a soja dos EUA, depois de um consenso obtido a 1 de Dezembro, para desanuviar a guerra comercial que envolve os dois governos. No entanto, operadores em Chicago disseram não ter visto nenhuma evidência de uma retomada de tais compras, após a imposição de uma tarifa de 25% sobre a soja dos EUA, em Julho deste ano. Donald Trump disse acreditar que a China reduza, em breve, as tarifas dos automóveis norte-americanos para 15%, em relação aos actuais 40%. Um funcionário do Governo norte-americano disse que o plano da China para cortar as tarifas de automóveis foi esboçado em um telefonema entre o vice primeiro-ministro chinês, Liu He, o representante de Comércio dos EUA, Robert Lighthizer, e o secretário do Tesouro, Steven Mnuchin.
Desde Julho que os dados do Governo dos EUA não mostram nenhuma venda de soja para a China, altura em que Pequim impôs tarifas sobre o fornecimento de oleaginosas dos EUA, em retaliação aos impostos dos EUA sobre produtos chineses.