A Companhia Aérea Argelina, Air Algérie, adquirirá seis novos aviões, avaliados em dois biliões de dólares americanos, anunciou o ministro argelino das Obras Públicas, Mustapha Guerouabi.
Para o efeito, o Conselho de Administração da Companhia Aérea Argelina deu o seu acordo para receber financiamentos do Estado a fim de se dotar destas aeronaves, acrescentou o governante.
Acrescentou que a Air Algérie dispõe actualmente duma frota de 59 aviões, incluindo dois cargueiros, e que a transportadora pretende dotar-se de mais novos aviões a fim de melhorar os seus voos e abrir novas rotas.
A Argélia é tida como uma potência regional e média. O país fornece grandes quantidades de gás natural para a Europa, e as exportações de energia são um dos principais contribuintes na economia argelina.
De acordo com a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP), a Argélia tem a 17ª maior reserva de petróleo do mundo e a segunda maior da África, ao mesmo tempo que tem a 9ª maior reserva de gás natural no mundo. Sonatrach, a empresa nacional de petróleo, é a maior empresa na África.
A Argélia tem uma das maiores forças armadas na África e um dos maiores orçamentos de defesa no continente. A maioria das armas da Argélia são importadas da Rússia, com quem eles mantêm uma aliança próxima.
Com uma superfície de 2.381.741 km², é o maior país da bacia do Mediterrâneo e o mais extenso de todo continente africano, após a divisão entre o Sudão e o Sudão do Sul. Partilha suas fronteiras terrestres ao nordeste com a Tunísia, a leste com a Líbia, ao sul com o Níger e o Mali, a sudoeste com a Mauritânia e o território contestado do Saara Ocidental, e ao oeste com Marrocos.