O comissário da União Africana(UA) para os Assuntos Económicos, Victor Harison, lançou recentemente, em Túnis, as actividades do Instituto de Estatísticas da UA (Statafric), criado em 2013 pelos chefes de Estado e de Governo da organização pan-africana.
O lançamento das actividades do Statafric simboliza os progressos feitos por África para se dotar de uma instituição digna deste nome cuja missão principal continua a ser a harmonização das estatísticas em África, indica um comunicado da instituição continental.
O início das actividades deste instituto constitui o coroar de vários anos de esforços e de trabalho árduo por parte do sistema estatístico africano bem como de todos os parceiros que trabalham para o desenvolvimento das estatísticas em África sob a liderança da Comissão da União Africana.
Apesar de a produção de estatísticas oficiais de cada Estado ser do domínio exclusivo das autoridades estatísticas nacionais, o Statafric será a autoridade estatística continental encarregada de recolher, validar e difundir as estatísticas oficiais sobre África com vista a garantir a sua qualidade e credibilidade e a unicidade dos dados no seio dos países bem como a harmonização das estatísticas no continente.
O Instituto trabalhará em sinergia com o Centro Pan-africano de Formação em Estatísticas que será instalado, em Yamoussoukro (Côte d’Ivoire), com vista a reforçar as capacidades dos Estados-membros, das Comunidades Económicas Regionais (CER) e de todos os actores estatísticos africanos.
O Statafric mobilizará e coordenará igualmente as intervenções de todas as organizações parceiras que actuam no domínio da estatística em África, nomeadamente o Banco Africano de Desenvolvimento (BAD), a Fundação para o Reforço das Capacidades em África (ACBF) e a Comissão Económica das Nações Unidas para África (CEA) bem como todos os outros actores potenciais que desejarão acompanhar África na promoção das suas estatísticas com vista a mutualizar os esforços para a promoção de estatísticas no continente.
À semelhança de Eurostat na Europa, o Statafric estará no centro do sistema estatístico africano ao garantir a supervisão e a coordenação da aplicação da Carta Africana de Estatísticas e a Estratégia para a Harmonização de Estatísticas em África (SHaSA2), adotadas respectivamente em Fevereiro de 2009 e Janeiro de 2018 pela Conferência dos Chefes de Estado e de Governo da União Africana.
A SHaSA 2 representa o programa estatístico do continente para o período de 2017 a 2026 e, por conseguinte, constitui o roteiro do Statafric com o objectivo principal de mobilizar e coordenar todos os actores do sistema estatístico africano a fim de que possam produzir dados estatísticos de qualidade com vista a apoiar a formulação de políticas de desenvolvimento e facilitar a tomada de decisões para uma boa governação económica e política.