O Deutsche Bank, principal banco alemão, anunciou esta semana o segundo maior aumento de capital da sua história, num montante de oito mil milhões de euros (cerca de 1 trilião de kwanzas), e quer acelerar a sua estratégia de crescimento.

O primeiro grande aumento de capital do banco remonta a 2010 e foi da ordem de 10 mil milhões de euros (cerca de 1,3 triliões de kwanzas), disse à AFP um porta-voz do Deutsche Bank.

Em Abril, o banco anunciou que tinha registado no primeiro trimestre deste ano lucros de 1.104 milhões de euros (146,8 milhões de kwanzas), menos 34 por cento que no mesmo período de 2013, e que estava a estudar um novo aumento de capital.

O Deutsche Bank revelou que o aumento de capital incluirá direitos de compra para os accionistas do banco por no valor de 1.750 milhões de euros (233,5 milhões de kwanzas) que já foram colocados com um investidor e foram subscritos na íntegra. Ao mesmo tempo o banco alemão reafirmou a sua estratégia de aceleração do crescimento.

Jürgen Fitschen e Anshu Jain, copresidentes do banco traçam como meta para o Deutsche Bank ser “líder mundial centrado no cliente”.

“Fortalecemos o nosso capital, melhoramos a nossa competitividade e investimos em iniciativas de crescimento em todos os nossos negócios principais”, afirmaram.

O Deutsche Bank é uma das maiores instituições financeiras do mundo, fundada em Janeiro de 1870 em Berlim, Alemanha, para promover e facilitar as relações de comércio entre a Alemanha e os mercados internacionais.

Actualmente é o maior banco alemão. O Deutsche Bank actua em Corporate e Investment Bank, clientes privados e gestão de activos e investimentos corporativos.