A união entre Deutsche Bank e Commerzbank está a ganhar força e as acções dos dois maiores bancos alemães estão a reflectir este cenário.

As notícias que dão conta da possibilidade de fusão entre os dois bancos já são antigas, mas o cenário de união entre os dois maiores bancos alemães está a ganhar cada vez mais força.

Se antes esta operação era apenas uma hipótese alegadamente defendida pelo governo alemão, actualmente as conversações informais estão a ser intensificadas. Segundo a Bloomberg, o conselho de administração do Deutsche Bank já deu luz verde para que sejam encectadas as negociações com o ainda rival Commerzbank.

Segundo a mesma fonte, o CEO do Deutsche Bank, Christian Sewing, estava relutante em avançar com as negociações para uma fusão já este ano, mas estará agora disponível para avançar mais rápido.

A revista Focus tinha noticiado que o presidente executivo do Deutsche Bank tem estado em negociações intensas com o presidente executivo do Commerzbank, Martin Zielke, há alguns dias, depois de terem recebido um mandato dos respectivos conselhos de administração e conselhos de supervisão.

Esta perspetiva mais forte de união entre os dois bancos alemães está a animar as acções. Numa sessão que até está a ser negativa em Frankfurt, as acções do Deutsche Bank sobem 2,14% para 7,843 euros e os títulos do Commerzbank disparam 4,15% para 6,905 euros. O Deusche Bank já esteve a ganhar 3,39% e em 2019 soma 12%. O Commerzbank acumula uma valorização ainda maior este ano: 19,5%.