A dívida pública portuguesa recuou em 2018 para os 122,2% do PIB, mas mantém-se a terceira maior da União Europeia. Estónia (8,4), no Luxemburgo (21,0), na Bulgária
(22,3) têm os rácios menores.
A dívida pública portuguesa recuou em 2018 para os 122,2% do PIB, face ao ano anterior, mas mantém-se a terceira maior da União Europeia (UE), segundo a segunda notificação
do Eurostat relativa a 2018.
De acordo com o gabinete estatístico europeu, na zona euro a dívida pública recuou para os 85,9% do Produto Interno Bruto (PIB), face aos 87,8 de 2017, e a da UE reduziu-se para os 80,4 (82,1% no ano anterior).
No final de 2018, os menores rácios da dívida no PIB registaram-se na Estónia (8,4%), no Luxemburgo (21,0), na Bulgária (22,3), na República Checa (32,6), na Lituânia (34,1)
e na Dinamarca (34,2).
Um total de 14 Estados-membros apresentaram rácios de dívida pública superiores a 60 do PIB, com a Grécia à cabeça (181,2), seguida por Itália (134,8), Portugal (122,2), Chipre (100,6), Bélgica (100,0), França
(98,4) e Espanha (97,6).
Em 2017, a dívida pública portuguesa fixou-se nos 126,0 do PIB.