Devido à crescente população da África, todos os anos, um elevado número de jovens candidatos a emprego entra num mercado de trabalho que não pode fornecer um trabalho para todos.
Para criar empregos para jovens e promover uma África próspera, o desenvolvimento de habilidades e o empreendedorismo jovem são fundamentais. Assim, a fim de combater o desemprego dos jovens, mais de 160 representantes juvenis, empresas, investidores, educadores, políticos e sociedade civil de todas as regiões africanas, bem como parceiros europeus, se estiveram reunidos na sede da Comissão da União Africana (AUC) em Adis Abeba de 30 a 31 de Outubro. Os participantes discutiram como fornecer à próxima geração da África as habilidades relevantes que aumentam a produtividade das empresas - incluindo formas de envolver o sector privado no desenvolvimento de habilidades - e como promover o empreendedorismo e as start-ups lideradas por jovens.
O dirigente da União Africana para Recursos Humanos, Ciência e Tecnologia, Sarah Anyang Agbor, enfactizou que “as parcerias estratégicas e a colaboração com o sector privado são a chave para aproveitar ao máximo os jovens demográficos, criar empregos e promover o empreendedorismo juvenil”.
As partes interessadas delinearam uma série de recomendações políticas fundamentais para promover o desenvolvimento de habilidades e empreendedorismo:
Dado o imperativo de um ecossistema de empreendedorismo favorável, a União Africana e os estados membros devem melhorar os quadros de políticas e implementar quadros políticos, institucionais e regulamentares apropriados para promover o empreendedorismo dos jovens.