O embaixador da Itália no Congo, Andrea Mazella, anunciou que a empresa petrolífera italiana ENI aumentará para mil megawatts a sua produção eléctrica no Congo, noticiou a imprensa local.
“O Congo e a Itália reforçaram a sua parceria no sector da energia onde a segunda está a trabalhar para elevar a sua produção nacional ao limiar de mil megawatts”, declarou o diplomata italiano durante uma cerimónia comemorativa
do 72º aniversário do seu país.
Afirmou que esta colaboração entre as duas partes, que remonta à independência congolesa, inspirou vários parceiros noutros domínios, nomeadamente o sector de infra-estruturas onde várias centenas de milhões de euros de contrato foram assinados para modernizar o Caminho-de-Ferro-Oceano (CFCO), construído sob a supervisão dos nossos amigos franceses. Lamentou que o Cfco “esteja hoje destruído pelos ataques dos milicianos Ninjas, como consequência duma guerra civil