O Presidente dos Estados Unidos da América (EUA), Barack Obama, ainda não definiu um nome para indicar como substituto
do “chairman” do Federal Reserve, Ben Bernanke, que deve sair no fim do seu mandato, em Janeiro do próximo ano, disse
uma fonte familiarizada com o processo.

O Washington Post relatou na terça-feira última que o ex-conselheiro da Casa Branca, Larry Summers, é o favorito para o cargo.
Janet Yellen, a vice-chairwoman do Fed desde 2010, é considerada outra forte candidata.

A porta-voz da Casa Branca, Amy Brundage, recusou-se a comentar sobre os relatos de que Summers está no topo da lista para o cargo.

Uma fonte próxima a Obama disse à Reuters que o Presidente norte-americano ainda não tomou a decisão. Não se espera
por nenhum anúncio, provavelmente, até ao Outono.

Summers é um economista de Harvard que foi o primeiro director do conselho económico nacional do Governo Obama. Ele
também serviu como secretário do Tesouro sob o mandato ex-Presidente Bill Clinton.

Embora seja bem visto pelos ex-colegas da Casa Branca e pelo presidente, Summers pode ser uma escolha controversa para o comando do Fed, por causa da sua reputação de ser inconveniente no trato com as pessoas.