A Fiat, com o firme objectivo de desafiar a BMW no segmento dos automóveis de luxo, poderá vir a deslocalizar a produção dos novos modelos Alfa Romeo para fora de Itália, caso o Governo de Enrico Letta não consiga esclarecer a reforma da legislação laboral.

 

Assim, a fabricante de automóveis decidiu suspender os novos investimentos em Itália, como forma de pressionar o Governo a adoptar uma reforma que possa ajudar as construtoras passando, sobretudo, por uma maior flexibilidade laboral, uma vez que os contratos de trabalho da Fiat não passaram nos tribunais italianos, esclarece o CEO, Sergio Marchionne.

 

De registar que as marcas Alfa Romeo e Maserati são fundamentais no esforço que a Fiat está a fazer para inverter, até 2016, os prejuízos que têm registado na Europa.