O Chefe de Estado moçambicano presidiu em Pemba, Cabo Delgado, no norte do país, um Seminário sobre oportunidades na exploração de gás naquela zona, um encontro organizado pelo governo e pela Anadarko, principal empresa a operar no sector a nível local.
No encontro no qual estava presente o vice-presidente da Anadarko, Mitchel Ingram, o Presidente moçambicano declarou que quer ver nacionalizadas as oportunidades de negócios geradas pela exploração de recursos naturais nomeadamente do gás natural e do petróleo. Filipe Nyusi defendeu que os moçambicanos devem ser os maiores beneficiários dos recursos naturais do país a serem explorados pelas multinacionais que operam nesse sector.
“Queremos que o empresariado moçambicano e os moçambicanos sejam os principais beneficiários das várias oportunidades de negócios disponíveis”, declarou o Presidente insurgindo-se, por outro lado, contra o proteccionismo das multinacionais e apelando à abertura iniciativa local.
Refira-se que a entidade organizadora do encontro juntamente com o governo, a Anadarko, lidera o grupo de empresas que vai explorar o gás natural encontrado a 40 quilómetros ao largo da província de Cabo Delgado, um projecto cujo arranque ainda está por determinar.