O Cazaquistão inaugurou ontem uma cúpula económica de três dias onde reconhecidos políticos, cientistas e analistas interpretarão as tendências mundiais e preverão como estas afectarão o mundo, e o lugar do Cazaquistão no globo. O fórum abordará 11 temas de economia global como são: Economia Unificada, Estratégia global, Urbanização, Sustentabilidade, Energia limpa, Singularidade, Mundo digital, O futuro do dinheiro, Segurança global, Uma nova humanidade e Longevidade. Cerca de 450 políticos, cientistas, economistas, jornalistas e outros profissionais de 24 nacionalidades participarão de quase cem sessões e mesas-redondas programadas para hoje e no sábado para conversações a portas fechadas. “O mundo está mudando numa velocidade incrível e mais uma vez está em uma bifurcação. Onde girar depende do que a humanidade espera: uma era de prosperidade ou um período de estagnação”, disse o presidente cazaque, Nursultan Nazarbayev, durante a abertura do 11º Fórum Económico Astana: Cúpula de Desafios Globais (AEF).