“Gigantes do Zouk”, uma obra inédita do género escrito até a presente data, com informação e análise dos factos ocorridos neste estilo musical nas últimas quatro décadas, antecedentes e variantes da música de matriz africana. O livro, editado pela Casa do Zouk, com 300 páginas, está dividido em 10 capítulos. O autor faz uma narração da história do Zouk e da música afro-caribenha, destacando o perfil de Pierre Edouard Décimus, um dos mentores da banda Kassav, e uma incursão aos grandes da música africana nas décadas de 80 e 90, entre outros. Jacob Desvarieux e Jocelyne Béroard como o rei e a rainha do Zouk e as duas escolas de canto a de Guadaluope e a Martinica cuja liderança remete para Patrick Saint-Éloi e Jean-Plilippe Martthély.