Moçambique pretende eliminar o uso de mercúrio na indústria de mineração artesanal, e noutros sectores de actividade até 2020, para proteger a saúde pública, anunciou o Governo.
“Vamos fazer o mapeamento em todo o país, principalmente nas regiões Centro e Norte onde o mercúrio é usado na mineração de pequena escala, no processo de separação do ouro”, explicou Laura Nhantumbo, representante do Ministério da Terra, Ambiente e Desenvolvimento Rural (Mitader), citada pela Agência de Informação de Moçambique (AIM).
Aquela responsável falava durante o lançamento de uma parceria com o Instituto das Nações Unidas para a Formação e Pesquisa (UNITAR) para realização de um Inventário Nacional Sobre Mercúrio, no âmbito da Convenção de Minamata, adoptada em Kumamoto (Japão), a 10 de Outubro de 2013, e que Moçambique subscreveu.
Além da actividade mineira, o mercúrio também é usado na agricultura, na medicina, e na indústria de cosméticos.