O presidente do Banco Africano de Desenvolvimento (BAD), Akinwumi Adesina, disse que uma nova ferramenta para rastrear o nível de empréstimos para mulheres em todo o continente será importante para garantir que as mulheres obtenham a ajuda financeira crítica de que precisam.
Akinwumi Adesina prestou tais declarações num evento público, realizado à margem da Assembleia Geral da ONU. Actualmente em desenvolvimento, o Índice de Financiamento das Mulheres avaliará os bancos e instituições financeiras que solicitam empréstimos do BAD em relação aos valores que emprestaram ou emprestam a mulheres, disse Akinwumi Adesina, pouco antes do início dos painéis de discussão organizados pela iniciativa. Global Development (IGD), em Nova Iorque. O tema do evento foi “Capacitando mulheres em zonas de conflito em África”.
“As instituições serão classificadas pelo seu impacto no desenvolvimento: a taxa e o volume em que emprestam às mulheres”, assegurou o presidente do BAD. As principais instituições serão recompensadas com termos preferenciais de financiamento do Banco Africano de Desenvolvimento.
O BAD, por meio de sua iniciativa AFAWA (Acção de Financiamento Afirmativo para Mulheres em África), deve mobilizar 3 mil milhões de dólares para colmatar o défice de financiamento para mulheres no continente.