O Reino Unido vai condicionar o pagamento da factura de 39.000 milhões de libras (43.800 milhões de euros) a Bruxelas à assinatura do acordo comercial com a União Europeia (UE), disse o novo ministro do Brexit.
A declaração de Dominic Raab foi feita durante uma entrevista publicada esta semana pelo jornal britânico Daily Telegraph. O pagamento será realizado se a UE cumprir a sua parte do acordo, afirmou.
Raab sublinhou que o Artigo 50, o mecanismo de saída accionado pelo Reino Unido, exige tanto um acordo sobre o divórcio com a UE, como um acordo comercial. “O Artigo 50 exige que, ao negociarmos o acordo de saída, haja um enquadramento futuro sobre o nosso novo relacionamento, o que significa que osdois estão ligados”, disse.
Dominic Raab foi promovido no início de Julho de secretário de Estado da Habitação para ministro responsável pelo Brexit, substituindo David Davis. Com 44 anos, e advogado de profissão antes de ser eleito deputado em 2010, foi um defensor da saída do Reino Unido da UE durante o referendo de 2016.
Na semana passada deram-se várias baixas no governo de Theresa May. A última delas, aprovada pela mesma, foi a de Boris Johnson, que largou a pasta dos Negócios Estrangeiros, tendo sidosubstituído por Jeremy Hunt.
Antes desta mudança, David Davis abdicou da posição e saiu acompanhado de Steve Baker, o seu número dois.
Os ministros demitiram-se por não se reverem no plano para o Reino Unido que May está a delinear para quando o país sair da União Europeia e que apontavapara um “soft Brexit”.