O Governo são-tomense e do Japão assinaram no fim-de-semana um protocolo de apoio à ajuda alimentar em donativos de arroz, avaliado em cerca de dois milhões de euros. Trata-se da ajuda alimentar referente ao ano de 2017, mas o arroz só deverá chegar ao país no final deste ano. “Essa ajuda alimentar consiste, por um lado, em aligeirar a dificuldade alimentar em São Tomé e Príncipe e, por outro, contribui para garantir a segurança alimentar através da venda no mercado local do arroz ofertado a um preço preferencial”, disse o embaixador nipónico Masaaki Sato.
O diplomata recordou que a segurança alimentar “é um elemento essencial para a estabilidade socio-económica de um país”, pelo que o Japão assumiu há cerca de 20 anos o compromisso de “fornecer regularmente uma ajuda alimentar de arroz ao povo são-tomense.