O turismo mundial superou as expectativas de crescimento em 2017, com 1,322 mil milhão de viajantes internacionais, o que significa um aumento de sete por cento com relação a 2016, o mais alto em sete anos, informou o secretário-geral da Organização Mundial do Turismo (OMT), Zurab Pololikashvili.
A Europa, com os destinos mediterrâneos na liderança, registou um aumento extraordinário de chegadas internacionais de oito por cento, igual ao continente africano, que consolida a sua recuperação iniciada em 2016.
Segundo os dados da OMT, a Ásia e o Pacífico contabilizaram seis por cento de turistas a mais; o Médio Oriente (5 por cento), e as Américas (3 por cento a mais).
É esperado que este forte aumento, que fica muito acima da tendência sustentável e constante do crescimento de quatro por cento ou superior desde 2010, após a crise económica e financeira de 2009, continue em 2018, ainda que a um ritmo de entre quatro e cinco porcento.
A OMT aponta um avanço de entre 3,5 e 4,5 por cento na Europa e nas Américas neste ano; entre cinco e seis por cento na Ásia e no Pacífico; de cinco a sete na África; e entre quatro e seis no Médio Oriente.
2017 caracterizou-se por um crescimento sustentado em muitos destinos e uma firme recuperação naqueles que sofreram quedas em exercícios anteriores.