O primeiro-ministro de Cabo Verde, Ulisses Correia e Silva afirmou ontem (31), na Assembleia Nacional, que o Estado da Nação “é de optimismo e confiança” e que o país espera celebrar este ano a declaração da Morna como Património Mundial Imaterial da Humanidade.
Ulisses Correia e Silva discursava no parlamento, na cidade da Praia, no anual debate do estado da Nação, sessão que encerra o ano parlamentar, tendo destacado vários indicadores do país, desde logo a taxa de crescimento, que em 2018 cifrou-se nos 5,5 por cento do Produto Interno Bruto.
“Há uma apreciação positiva das famílias cabo-verdianas sobre a sua situação financeira e a situação económica do país, o clima económico tem evoluído positivamente. Os cabo-verdianos sentem, reconhecem e sabem que este ano e os próximos anos serão ainda melhores. Os empresários e os investidores criam empresas, expandem investimentos, realizam novos investimentos porque confiam na situação actual da economia do país e nas suas perspectivas futuras”, afirmou o governante.
O actual Governo liderado por Ulisses Correia e Silva, do MpD, assumiu funções em 2016, após três mandatos (2001 a 2016) do Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV).
“O crescimento económico está a beneficiar as pessoas. O crescimento económico associado a políticas activas de inclusão social tem provocado aumento do rendimento, do consumo e da protecção e segurança social dos trabalhadores e das famílias, com foco na redução da pobreza.